Gravar Instrumentos Virtuais ou Acústicos?

por | 10 set, 2018

Gravar Instrumentos Virtuais ou Acústicos? Esse foi a dúvida do meu aluno Flávio Luiz e pode ser a sua também por isso gravei esse vídeo explicando sobre o assunto.

Gravar Instrumentos Virtuais ou Acústicos?

Hoje em dia, com ajuda de muitos programas de gravação, é bem mais fácil do que nunca gravar a sua própria música sem sair do seu quarto. No entanto, só porque estas ferramentas de alta qualidade estão disponíveis, isso não significa que todos nós sabemos como usá-las bem.

Os instrumentos virtuais vieram para ajudar os Produtores Musicais a resolver vários deficiências de um Home Studio. Um deles é a falta de grana pois instrumentos bons são caros, sem falar na infra estrutura que é necessário para gravar com qualidade.

Sem contar que trabalhar com Midi tem as suas vantagens aproveitar os instrumentos virtuais de forma eficaz e eficiente para expandir a sua gravação em casa pode ser uma boa saída.

O Flávio Luiz deixou a seguinte dúvida através dos comentários do YouTube:

Olá Marcio! É viável produzir um CD de modo geral (gravação, arranjos, mixagem, etc) utilizando apenas instrumentos virtuais, ou deve-se gravar com instrumentos reais e mesclar com os virtuais? Desculpe-me pela pergunta, mas é que sou “criança” na produção musical. Abraço!”

Primeiramente, não precisa pedir desculpa Flávio, pois sua pergunta foi inteligente e tenho certeza que muitas outras pessoas que estão começando também têm essa dúvida.

Aquilo que você vai produzir, se será tudo virtual ou uma mistura, vai depender muito do estilo e de muitas outras coisas. E se você está começando, é importante entender algumas coisas. Então, vamos as dicas:

Instrumentos compatíveis

Não importa se você vai gravar Instrumentos Virtuais ou Acústicos ou se vai misturá-los. O que realmente importa é que os instrumentos estejam compatíveis uns com os outros para resultar em algo de qualidade.

Por exemplo, você pega uma bateria virtual de altíssima qualidade, com acústica perfeita. E logo em seguida decide que vai gravar um baixo que não tem muito qualidade. O resultado disso será uma coisa amadora, pois os sons não vão bater, já que a bateria estará em um nível mais alto de qualidade do que o baixo. Portanto, você pode até misturar os dois, desde que todos os instrumentos estejam nivelados na mesma qualidade sonora.

Conheça o verdadeiro instrumento

“Tudo começa pensando como um jogador”, diz Ronen Landa, um compositor que teve sua música tocada no Discovery Channel, Animal Planet e MTV. Se a sua trombeta virtual não “respira” como uma trombeta real, ela irá tocar dentro das suas limitações e isso não permitirá que você crie uma representação mais realista. Portanto, é superimportante conhecer o seu instrumento, a fim de produzir sons realistas.

Na gravação

Outra dica que posso dar é para ter cuidado com a gravação. Se você não tem um tratamento acústico na sua sala de gravação, tente improvisar para não pegar a ambiência da sala, pois depois da gravação, não será possível tratar isso. No meu treinamento Gravando Violão e Voz ensino formas simples de você usar recursos que você já tem em sua própria casa para gravar com qualidade.

Conclusão

Então é isso! Espero que você tenha gostado da aula de hoje e que todas as suas dúvidas foram sanadas. E lembre-se: Gravar instrumentos virtuais ou acústicos ou mistura-los vai depender daquilo que você quer produzir. E se ainda resta alguma dúvida, não se esqueça de deixar seu comentário logo abaixo.

Se você esta começando agora e deseja aprende como gravar em casa usando instrumentos virtuais com acústicos recomendo o meu treinamento Gravação e Produção no Reaper. Lá vou lhe ensinar tudo passo a passo para você produzir suas próprias músicas em casa com qualidade.

Aguardo você, grande abraço

Márcio Mourão

O Reaper Experts é o maior portal de conhecimento para usuários do REAPER no Brasil.